[ editar artigo]

Caminhos de baixo custo para inovação tecnológica e crescimento das empresas.

Caminhos de baixo custo para inovação tecnológica e crescimento das empresas.

Empresas são criadas para gerar renda, riqueza e prosperar. Em alguns casos, vem de sonhos, propósitos e, em outras, vem de oportunidades de mercado. Não há certo ou errado. Começar não é fácil e se manter no mercado está cada vez mais difícil. Este desafio torna-se ainda mais significativo em momentos de incertezas como o que estamos vivendo. 

Temos hoje um mercado altamente competitivo e, por isso, a inovação tecnológica tem se tornado uma estratégia de aumento de riqueza para empresas que buscam crescimento, expansão e escalabilidade dos seus negócios. Quem opta por seguir estratégias comuns das Startups são impactados por inovações tecnológicas que aumentam eficiência e reduzem os custos.

Quando falamos de inovação tecnológica, os gestores e líderes naturalmente pensam em despesas e ficam reticentes em investir em algo novo. Depois da pandemia do COVID-19, o faturamento de muitas empresas será impactado drasticamente e gestores terão que fazer escolhas difíceis, como manter ou não o quadro de funcionários. Com isso, investir em inovação, algo necessário para o crescimento e sobrevivência das empresas, ficará ainda mais difícil. No entanto, existem alternativas desconhecidas pelos gestores e que podem ser a “ luz no fim do túnel”. Algumas empresas, como o Hub de Inovação do Vale, trabalham com Incentivo Fiscal para estimular a inovação no mercado, sem impactar no faturamento das organizações.

Em 2005, a Lei 11.196/05, que passou a ser conhecida como “Lei do Bem”, cria a concessão de incentivos fiscais às pessoas jurídicas que realizarem pesquisa e desenvolvimento de inovação tecnológica.

O crescimento dos países passa pelo investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação. O governo federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), utiliza esse mecanismo para incentivar investimentos em inovação no setor privado. Além disso, busca aproximar as empresas das universidades e institutos de pesquisa, potencializando os resultados em P&D. Uma fórmula de sucesso em países como Israel, reconhecido mundialmente pelo modelo de incentivo à tecnologia como impulsionadora do crescimento econômico.

A inovação é qualquer melhoria ou criação de novos produtos e processos – ou seja, praticamente todas as empresas têm projetos de inovação para aplicação da Lei do Bem.

-> HUB de Inovação do Vale

O HUB de inovação é um lugar onde startups podem desenvolver novas ideias. A proposta é que esses empreendedores possam trabalhar, conhecer e fazer trocas com investidores, grandes empresas e outras startups.

 *O que propomos fazer:

– Implantar uma cultura de Inovação como a “Fábrica de Startups” para atuar nas dores das empresas, sendo elas:

·   Criação de novos produtos ou processos,

·   Desenvolvimento de tecnologias para processos,

·   Criação de nova funcionalidade em produtos já existentes,

·   Melhoria na performance de processos (ex: diminuição de perdas),

·   Localização de tecnologia estrangeira para produção no Brasil,

·   Montagem e desenvolvimento de laboratório para pesquisa e desenvolvimento,

·   Desenvolvimento e inclusão de novas tecnologias em todas as áreas,

·   Investimentos em Startups Tecnológicas.

Desenvolvemos uma metodologia própria para implantar a mudança de mindset (pensamento), onde usamos os métodos ágeis de desenvolvimento de software para o código de programação das habilidades humanas.

O aspecto central do sucesso da implantação de um projeto de inovação está em ter o capital humano para realizá-lo dentro da empresa. Os agentes de inovação são profissionais chave dos processos nas áreas onde conduzem as atividades, servindo como um elo entre o Hub de Inovação do Vale, as startups e as dores identificadas nas empresas.

A captação de parceiros em projetos de PD&I com dedução fiscal é um processo que leva em média 3 meses para já gerar resultados financeiros.

As empresas de Lucro Real podem ter uma dedução de até 27% de impostos caracterizados como PD&I. O Hub de Inovação do Vale é uma empresa especializada em mapear os processos de PD&I, elaborar os projetos e realizar o acompanhamento, relatórios e gestão das deduções de incentivo junto ao governo.

-> Pré-requisitos da Lei do Bem

Existem alguns pré-requisitos para obter os incentivos fiscais da Lei do Bem, são eles:

  • Empresas em regime no Lucro Real,

  • Empresas com Lucro Fiscal,

  • Empresas com regularidade fiscal (emissão da CND ou CPD-EN),

  • Empresas que invistam em Pesquisa e Desenvolvimento.

Em linhas gerais, se a empresa realiza projetos de inovação e não se utiliza dos benefícios da Lei do Bem, então a empresa está pagando mais impostos do que deveria.

Por fim, deixo aqui meu contato  para quem quiser saber mais, sobre o incentivo fiscal que o Hub de Inovação do Vale desenvolve, junto às empresas que têm o objetivo de expandir e crescer estrategicamente em inovação e tecnológica.

 

 

HUB DE INOVAÇÃO DO VALE
Daiane Pereira
Daiane Pereira Seguir

CEO HUB de inovação do Vale, Comunidade Connect, CO-FOUNDER Condor Connect, Administradora, com especialização em Marketing Digital pela faculdade de marketing em São Paulo, empresária, atual nas áreas de consultoria em Gestão de Inovação.

Ler conteúdo completo
Indicados para você