[ editar artigo]

MVP: Caso Dropbox

MVP: Caso Dropbox

Como foi o MVP das startups mais famosas? Trazemos hoje o estudo de caso do MVP do Drobox:

Drew, fundador e CEO do Dropbox, notou que apesar da grande oferta de serviços de armazenamento de documentos na “nuvem”, todos tinham problemas que diminuíam sua usabilidade.

Com isso, decidiu criar um serviço de arquivos na nuvem muito simples e intuitivo, que funcionava dentro de uma pasta do seu computador.

Com o tempo, Drew percebeu que a proposta do Dropbox em si não tinha muito apelo para usuários ou investidores. Segundo ele, a sincronização de arquivos e má usabilidade eram um problema que as pessoas não sabiam que tinham.

Com isso, o MVP do Dropbox foi muito simples: Drew gravou um vídeo exibindo a tela de seu computador e narrando as funcionalidades do seu serviço na prática.

 

 

Drew narra o vídeo pessoalmente, e enquanto ele narra, o espectador está vendo a tela dele. Enquanto ele descreve os tipos de arquivo que ele pode sincronizar, o espectador assiste o mouse manipulando a ferramenta.

Nesse caso, o vídeo era o produto mínimo viável. O produto mínimo viável validou o valor que Drew achava que seu produto tinha, assumindo que os consumidores queriam o produto que Drew estava desenvolvendo não porque eles falaram que queriam ou por causa de uma esperançosa analogia a outro negócio, mas eles realmente se inscreveram para obter esse produto.

Isso tornou a ferramenta muito mais palpável para potenciais clientes e investidores, o que fez com que mais de 70.000 interessados na versão beta deixassem o seu e-mail.

Com esse MVP, Drew validou a hipótese de que havia um mercado para sincronização de arquivos em nuvem numa plataforma intuitiva, antes de investir rios de dinheiro em infraestrutura e desenvolvimento da plataforma.

Planejamento e estruturação são fundamentais, no entanto, passar anos e anos desenvolvendo soluções para somente depois mostrar ao consumidor é um método muito arriscado.

Talvez por sorte e muito mais provavelmente por competência. Drew Houston obteve uma excelente resposta do seu primeiro produto mínimo viável, mas essa técnica de fazer um produto mínimo viável vem com o principal intuito de trazer aprendizagem.

Então provavelmente quando você lançar seu produto mínimo viável você vai identificar diversos problemas dentro do seu modelo de negócio e esse é o intuito! Entender seu consumidor e a partir disso você molda seu produto para solucionar a dor dele.

 

HUB DE INOVAÇÃO DO VALE
Jean Alex Marcondes Maraschin
Jean Alex Marcondes Maraschin Seguir

Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerenciamento de Projetos - FGV, Manager da 1° Academia de Programação, jogos e robótica para crianças e adolescentes, 100% em Realidade Virtual

Ler conteúdo completo
Indicados para você